Como calcular preços para trabalhos freelance?

Essa é a dúvida de muitos freelances que não tem uma base de como fazer o orçamento.


Algumas pessoas por vezes me questionam como eu faço para calcular os preços que cobro para trabalhos freelances.

Por ser algo relativamente recorrente resolvi escrever aqui minha dica sobre criação de preços, já que acredito ser uma dúvida de tantos outros.

Antes de tudo precisamos ter duas coisas em mente:

  1. Este cálculo é o que eu, Fernando, sigo. Não quer dizer ser o ideal ou único e nem mesmo o obrigatório para todos aqueles que desejam realizar trabalhos como freelancer;
  2. Lembrem-se sempre que um freelance é um trabalho executado fora do seu expediente comum. Parece básico, mas muitas pessoas esquecem disso. Você entenderá o motivo mais adiante.

Como calcular preços para freelances

Como disse acima, um freelance é um trabalho executado fora do seu expediente comum, ou seja, para ser considerado um trabalho freelance você provavelmente deve ter algum vínculo empregatício com uma empresa. Em minha fórmula eu considero isso um fator necessário.

Primeiro precisamos saber quanto vale a sua hora extra na empresa em que trabalha (para fazer isso, você precisará saber quanto é o adicional de hora extra da sua empresa e a sua jornada mensal. Depois é só usar sites como o Calculador), isso é necessário por que você executará este trabalho fora do seu expediente, certo? Em nossa fórmula chamaremos esta variável de HE.

Em segundo, você precisa atribuir em cima da HE mais um percentual que considera justo por suas atividades e/ou pelo serviço que está calculando o preço. Aqui é o ponto mais complexo em que devemos ser sensatos e sinceros com nós mesmos e com nossos clientes. Pense em questões como: Eu quero fazer este serviço? Eu sou capaz de executá-lo? O cliente tem fôlego financeiro para custear este trabalho? Qual a real necessidade do cliente com este serviço? Cada resposta terá um peso importante neste percentual e deve ser analisada com calma. Para esta variável, daremos o nome de PE (percentual de esforço).

Por último, você precisa avaliar o tempo em que concluirá todo o serviço. Outro item em que precisamos de atenção e sinceridade com nós mesmos. Até por que eu não conheço outro profissional mais procrastinador do que desenvolvedores. Então analise com cuidado todos os requisitos do serviço e quando chegar a uma quantidade de horas que ache ideal, aumente mais 10% nestas horas. Este aumento é preciso, pois quase sempre calculamos horas erradas e por que um trabalho concluído é um trabalho realizado, testado, publicado e, se for o caso, dado o devido treinamento aos seus usuários. Para esta variável, daremos o nome de HR.

A fórmula

Com todos estes dados em mãos, basta aplicarmos um cálculo simples:

PR = {HE + [HE * (PE/100)]} * HR

Para exemplificarmos melhor, vamos considerar um programador que tem um emprego com jornada mensal de 176 horas numa empresa que paga adicional de 50% na hora extra, recebe por isso R$ 2.000,00 e foi solicitado que avaliasse um freelance em que estimou 80 horas de trabalho e que seu percentual de esforço é 20%. Teremos então: HE =  17,05 (calculado anteriormente), PE = 20 e HR = 100. Aplicando a minha fórmula, temos:

PR = {17,05 + [17,05 * 0,20]} * 100

PR = R$ 2.046,00

Como percebemos, para este trabalho o desenvolvedor selecionado cobrará R$ 2.046,00 para realizá-lo.

Minha consideração

Eu cheguei a esta fórmula depois de conversar com vários amigos da área que também realizam trabalhos freelances. Já disse anteriormente que esta não é a fórmula ideal para todos, mas acredito ser uma forma coerente para aqueles que não sabem calcular um preço com base em informações concretas e acabam atribuindo preços de olhos vendados para o trabalho e enxergando apenas o cliente solicitante. Então, se você é um desses, talvez seja uma boa praticar seus preços com esta fórmula. Se já tiver uma fórmula que usa, que tal compartilhar aqui para vermos se estamos com a mesma linha pensamento?

* Texto originalmente publicado em Fernando Bagno no dia 21 de fevereiro de 2015.

Tags: orçamento, cobrar, Freelance, serviço
Via fernandobagno.com.br

Total de comentários: 1
avatar
0 Spam
1
Boa noite,
Existe um erro na sua formula, e ela não esta em coerência com o seu exemplo.
A formula correta seria:
PR = (HE + HE * (PE/100)) * HR
PR = (17,05 + 17,05 * (20/100)) * 88
PR = (17,05 + 3,41) * 88
PR = 20,46 * 88
PR = 1800,48

Na sua formula, alem de não chegar ao resultado de PR = 2046,46, ela não usa o HR que você deu que seria 88 ao invés disso você usou 100.

Mas obrigado pela dica pois achei muito interessante a ideia da sua formula.

Att,

Bruno Almeida Dias Carneiro.
avatar